quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

-as voltas


Vagueando por todas estas ruas já anteriormente percorridas, por caminhos e até mesmo becos, tudo parece novo, tudo cheira a novo...embora já cá tenha estado e sentido tudo isto com os mesmos pés de sempre. Estranho como tudo parece novo, num lugar tão meu que carinhosamente chamo de “minha casa”.

Sinto todos os cheiros que se vão misturando ...pessoas passam, sussurram, outras riem, olham encantadas par aquilo que te tao bonito lhes parece ser cada bocadinho do chão que pisam, mas nao faço caso...tudo é tão falso nesta época.

Continuando por todas estas ruas encontro lugares que não me atrevo a olhar, a entrar..talvez porque me remetam a um passado , a um passado que me recuso a relembrar e muito menos a sentir saudades. Um passado que por muito que me tenha feito feliz não passou de uma ilusão, de uma mentira. Sim mentira, palavra tão bruta para falar de algo que me faez feliz, mas na verdade é isto que me lembro daquilo que já fui.. uma MENTIRA! Mentira essa que gostaria de nunca ter visto, preferia ter me mantido naquela ignorância. Agora que a verdade chegou preferia ter a ingenuidade de uma criança que traça a sua vida numa ilusão.

Sinto todos estes sitios como mais uma barreira que mais cedo ou mais tarde terei de ultrapassar...mas prefiro deixar para mais tarde pois, neste momento, tenho muito mais a fazer, centrar-me em mim mesma, pois na verdade EU e só EU IMPORTA.

Adeus passado, um dia, talvez um dia conseguirei infrentar e penetrar nesses sitios que, agora, me levam tão ao passado , mas que mais tarde nada serão que meros sitios sem qualquer tipo de recordação ou sentimento...só mais um sitio de tantos que já estive, aí sim direi que já não és nada. Ou será que neste momento já não és mas eu habituei-me a seres?

4 comentários:

  1. Sabes bem que gosto que leias o que eu escrevo. Sabes bem que me sinto mais util.
    AMO-TE GEMEA (L)

    ResponderExcluir
  2. A minha escrita não se fica por aqui, sinto que me falta dizer tanto. Mas tanto.
    AMO-TE (LL)

    ResponderExcluir
  3. Talvez se pisarmos esse passado , ele vai-se "destruindo" e tornar-se-á num presente seguro , onde neste caso , só tu importas. Segue em frente, vai à luta *
    Gostei :)

    ResponderExcluir
  4. Apenas um texto mudou o rumo de tudo.
    Apenas mais um desbafo levou a discuções sem fim.. se nem para escrever, epnsar tenho liberdade quando vou ter?

    ResponderExcluir