segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

- a estabilidade inicial nunca é a do final .. e ainda bem :)

Hoje debrocei-me sobre aquilo que foi dois mil e nove, revi todos os momentos a que vulgarmente chamamos de importantes, de inesqueciveis ou de momentos especiais.

Revi todos eles, um após outro, sem deixar que nenhum passasse em branco, desde o primeiro ao último dia do ano. Relembrei os tais momentos em que fui feliz, em que delirei totalmente de felicidade..os que corei por chorar e os que chorei por vontante, inconscientemente. Relembrei as pessoas que fizeram parte de “mim” (sem excluir nenhum).

Comecei por ver, como se visionasse um filme, os primeiros meses. Aqueles em que vivi uma ilusão, num ttotal casúlo (sim, casúlo é a palavra certa) onde ninguém mais entrava, nem saía, onde só via e sentia aquilo que me permitiam e vivia, ou então pensava que vivia, em prole das vontades de alguém.

O casúlo partiu, quebrou simplesmente, e voltei a mim, a sentir-me num todo como sempre fui e por momentos deixei de o ser, voltei a ver o sol quue nasce para todos e não aquele que apenas existia para mim.. pude voltar a sentir tudo. Esse casúlo deixou marcas, roubou-me pessoas e deixou-me lembranças de um alguém que tenho pena de não mais acompanhar, pelo menos fisicamente.. sorrisos e sorriso, só isso me acompanha e só isso que pretendo guardar. E sim, ao contrário do que pensam, eu posso escolher aquilo que quero guardar, nem todas as recordações são recordações e eu escolho as minhas, porque eu mando naquilo que é meu e ninguém me pode tirar.

A vida rodou, que nem uma esfera jogada no chão, vi o outro lado..passei os melhores meses de todos..sol,calor,praia, mar e muita musica (sim porque a musica é nossa e sempre será nossa), com pessoas que fizeram os melhores momentos, nos melhores sitios (os mais banais), a fazer as melhores coisas (as de sempre), com as frases mais palermas.. enfim, os melhores dos melhores.

Concluí então que a vida são como os contos, a estabilidade inicial nunca é igual á estabilidade do final..mas que vale apena ler até ao fim, frase após frase, linha após linha pois tudo tem algo a contar, a ensinar e eu aprendi muito.

Obrigada pelos melhores momentos “Ovnis” *.*

PVZ <3

2 comentários:

  1. Ovnis *-* :D
    Nunca me levaste a ve-los minha parvalhona :D
    AMO-TE (L)

    ResponderExcluir
  2. SINTO.ME FELIZ POR TER FEITO PARTE DESSA FASE!!
    PVZ 4ever :P
    MINHA PRETA *.*

    ResponderExcluir