quarta-feira, 20 de outubro de 2010

*.*

Afinal os trabalhos de psicologia servem para alguma coisa. Nao pude pôr nada sobre ti mas vou te mostrar como prometi.

    -"Assemelho-me a uma manta de retalhos, onde cada retalho representa uma pessoa, um momento, algo importante. Cada um que passa vai deixando em mim um pouquinho de si, e vai me tornando na pessao que sou, o que nem sempre agrada a todos. Mas querem o que? Sou assim! Nunca tive jeito para ser rainha. E, já agora espero morrer como nasci, Humilde!
Se é para falar de mim faz sentido falar neles.
Segundo o que esta registado, sou filha unica, no entanto a vida foi me dando, ou eu fui conquistado, alguns daqueles que carinhosamente chamo por irmaos de sentimentos. Em muitos momentos são eles que estao mais do que qualquer outros.
Se hoje tenho de falar da minha vida, faz sentido que fale nele. Se me assemelho a uma manta de retalhos, ele é um dos retalhos que controi a minha vida.
Por vezes sinto que dou demais às pessoas, mais do que elas merecem, mais do que eu posso dar, mais do que seria aceitavel dar - e não, não sou superior a ninguem! Mas a ele nada é demais!
Confundir amizade com amor? Normal, pois o que seria da amizade sem o amor que a sustenta? A verdadeira amizade tem amor, tem carinho, tem preocupação.
Não me lembro em que momento da minha vida o caminho dele se cruzou com o meu, nem em que rua nos cruzamos. Nem sequer me podem perguntar qual foi a primeira palavra que ouvi dele, ou mesmo a primeira que lhe tenha dito. O que tinha vestido? não sei.
Sinceramente nao me recordo de nada, não sou boa em recordações, pesam demais para mim!
Lembro me apenas que ele existe, que fez e faz parte da minha vida, desde aquele primeiro momento.
Foram muitos os dias que percorri a minha cidade com ele, a nossa cidade, a mais bonita de todas! Foram muitos os cantos onde nos sentamos, onde nos rimos, onde me limpou as lágrimas- e foram tantas as vezes que ate perdi a conta.
Foram muitas as horas que passamos a falar, foram diversos os assuntos, uns com um tom mais serio, outros apenas pelo gosto de falar.
Foram tantos os abraços que me deu, foram tantas as noites em que não me deixou sozinha e esperou até que fosse embora.
A vida tomou o seu rumo e pareceu querer que as nossas ruas se deixassem de cruzar, pareceu ter criado uma fronteira entre o seu mundo e o meu. Mas o que seria da saudade se nao houvesse distancia? Ninguem a sentiria. E eu gosto de sentir saudades dele!
Voltou e a minha manta de retalhos ficou de novo composta, ficou de novo forte e capaz de me aquecer!
Ele é um dos meus irmaos de sentimentos, o que me fez e fará sempre falta. Porque eu nao conseguiria ver se nao tivesse olho! Ele entenderá."

6 comentários:

  1. Quem te conhece, nunca te esquece!
    Es diferente, mana sempre!
    <3

    Ass: "o olho"

    ResponderExcluir
  2. "o olho"
    és o verdadeiro
    só tu para te identiificares por olho

    :)

    ResponderExcluir
  3. Prefiro manter o anonimato para nao ferir suscetibilidades!!!
    O povo é muito invejoso, ainda tentam raptar o olho ou fazer lhe mal ahahahah!!!

    Assim fica a ser a nossa secret story ahahahah!!!

    =DDD

    ResponderExcluir
  4. Tu deves pensar que toda a gente tem a capaciddae de ter um olho a mais na vida delas.
    e deixa me dizer te desde já que tens en a mania. quem haveria de te querer raptar?

    uhuhuh a televisao chegou a essa ruela e ate ja ves essa treta que o pessoal perde tempo a ver
    Fannttastico
    Desilusao, ja nao es o mesmo :P

    ResponderExcluir
  5. Gosto, imenso :b
    O que está escrito parece ser super sincero .

    ResponderExcluir
  6. essas pessoas é do piorio que pode haver --'
    gostei muito do post. :)

    ResponderExcluir